A retomada do crescimento do movimento aéreo no Atlântico Sul pós-pandemia COVID-19 e o gerenciamento do fluxo de tráfego aéreo:

a aferição da capacidade do espaço aéreo por meio de um novo modelo matemático

Autores

  • Eliseu Cavalcanti de Albuquerque Universidade da Força Aérea (UNIFA)
  • Pedro Arthur Linhares Lima Universidade da Força Aérea (UNIFA)

Palavras-chave:

Capacidade., Crescimento., Gerenciamento., Atlântico Sul.

Resumo

 A situação geoestratégica do Brasil possui extrema relevância no processo decisório das políticas de desenvolvimento da América do Sul. Com a aprovação do Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e a União Europeia, espera-se um considerável crescimento do movimento aéreo de cargas e passageiros. Embora os impactos causados pela pandemia da COVID-19 tenham sido catastróficos para a aviação mundial, a retomada das operações aéreas com o crescimento represado da indústria poderá provocar congestionamentos no espaço aéreo. Esse quadro propositivo poderá ser ainda mais severo no espaço aéreo oceânico, onde há o corredor aéreo que liga a Europa à América do Sul, e causar sérias consequências econômicas para os países da Região. Com o objetivo de garantir maior precisão nos cálculos para definir as capacidades dos setores de espaço aéreo, foi apresentada neste estudo uma modelagem matemática capaz de aferir as capacidades das porções aéreas, que se mostrou mais adequada às  normas internacionais. Os resultados precisos dos cálculos proporcionarão a criação de indicadores de qualidade que nortearão os investimentos em tecnologias, equipamentos e recursos humanos, para melhorar a eficiência do sistema de gerenciamento do fluxo de tráfego aéreo frente ao crescimento do movimento aéreo no espaço aéreo do Atlântico Sul.

Referências

AGÊNCIA BRASIL. Mercosul e União Européia fecham maior Acordo. Disponível em: https:// agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2019-06/ mercosul-e-ue-fecham-maior-acordo-entre-blocos-do-mundo. 2020. Acesso em: 22 ago. 2020.

BRASIL. Comando da Aeronáutica. Departamento de Controle do Espaço Aéreo. Relatório de Performance ATM do SISCEAB, 2019. Disponível em: http://especiais.decea.gov.br/performance/wp-content/uploads/2020/06/Relatorio_SISCEAB_NET. pdf. Acesso em: 22 ago. 2020.

BRASIL. Comando da Aeronáutica. Departamento de Controle do Espaço Aéreo. Espaço Aéreo Brasileiro. Disponível em: https://www.decea.mil. br/?i=quem-somos&p=espaco-aereo-brasileiro. Acesso em: 22 ago. 2020.

BRASIL. Comando da Aeronáutica. Departamento de Controle do Espaço Aéreo. Manual de Capacidade de Setor ATC - MCA 100-17. [Rio de Janeiro]. Em vigor desde 26 de ago. de 2014.

BRASIL. Comando da Aeronáutica. Departamento de Controle do Espaço Aéreo. Publicação de Informações Aeronáuticas - Brasil. AIP- BRASIL. [Rio de Janeiro], 2020.

BRASIL. Comando da Aeronáutica. Departamento de Controle do Espaço Aéreo. Relatório Comparativo de Tráfego Aéreo, 2021. Disponível em: http://portal.cgna.decea.mil.br/files/uploads/ relatorios_trafego_aereo/2021/Relatorio_ Comparativo_de_Trafego_Aereo_2021.pdf. Acesso em: 22 de ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Defesa. Comando da Aeronáutica. Política Nacional de Defesa/ Estretágia Nacional de Defesa. Brasília, DF, 2020. – Disponível em: https://www.gov. br/defesa/pt-br/assuntos/copy_of_estado-e-defesa/pnd_end_congresso.pdf. Acesso em: 28 de ago. de 2020.

DOUTORES DO EXCEL TREINAMENTOS ONLINE. Realizando testes lógicos com a fórmula SE no Excel. Disponível em: https://doutoresdoexcel.com. br/se-no-excel/. Acesso em: 28 de ago. de 2020.

OACI. Air Traffic Management: Procedures for Air Navigation Services. Doc. 4444. [Montreal]: 2016.

OACI. Manual on Collaborative Air Traffic Flow Management (ATFM). Doc. 9971. [Montreal]: 2018.

Downloads

Publicado

2021-12-22

Edição

Seção

Atualização