Doenças Pulmonares Crônicas em Crianças até 12 Anos de Idade e Suas Implicações Fisiológicas e Clínicas em Voos Comerciais

Autores

  • Paula Rosalina Oliveira de Rademaker Itagiba Instituto de Medicina Aeroespacial (IMAE) Rio de Janeiro, RJ
  • Geanny Fagundes de Carvalho Instituto de Medicina Aeroespacial (IMAE) Rio de Janeiro, RJ

DOI:

https://doi.org/10.22480/revunifa.2012.25.699

Palavras-chave:

Crianças, Doenças pulmonares crônicas, Hipóxia, Voo

Resumo

Voar tornou-se um modo conveniente de deslocar-se por proporcionar rapidez, segurança e fácil acesso. De acordo com a Sociedade Canadense de Pediatria, a cada ano estima-se que 1 bilhão de pessoas deslocamse em voos nacionais e internacionais em todo o mundo. Paralelamente, tem-se observado um aumento dos passageiros de faixa etária pediátrica. Nos últimos 20 anos, cresceu significativamente a exposição, não só de indivíduos saudáveis, como daqueles com condições respiratórias, a ambientes de baixa pressão parcial de O2. As singularidades anatomofisiológicas das crianças e as especificidades das doenças pulmonares crônicas conferem um maior risco para hipóxia, porque podem levar ao desequilíbrio da relação ventilação-perfusão, à vasoconstricção pulmonar e ao broncoespasmo. Este trabalho consiste em uma revisão da literatura e tem como objetivos analisar as implicações fisiológicas e clínicas relacionadas ao voo comercial em crianças até 12 anos de idade com doenças pulmonares crônicas, identificar quais destas doenças podem determinar restrições ou contraindicações à atividade aérea e discutir o uso de O2 complementar. A conclusão obtida é que existem poucas contraindicações absolutas para a atividade aérea em crianças com doenças pulmonares crônicas. No entanto, os estudos existentes carecem de maior evidência científica. Portanto, para a realização de uma viagem segura, é necessária rigorosa avaliação prévia, tendo o pediatra papel indispensável na coleta de adequada história clínica
e nas recomendações durante o voo.

Referências

ALVAREZ, D. X. et al. Medical guidelines for air travel. 2. ed. ASMA, v. 74, n. 5, seção II, 2003.

COKER, R. Managing passengers with respiratory disease planning air travel: British Thoracic Society recommendations. Thorax, London, v. 57, n. 4, p. 289-304, 2002. Disponível em: <http://thorax.bmj.com/content/57/4/289.full.pdf+html>. Acesso em: 02 abr. 2012

BUCHDAHL, R. M. et al. Predicting hypoxaemia during flights in children with cystic fibrosis. Thorax, London, v. 56, n. 11, p. 877-879, 15 jun. 2001. Disponível em: <http://thorax.bmj.com/content/56/11/877.full.pdf+html>. Acesso em: 02 abr. 2012.

CANADIAN PAEDIATRIC SOCIETY. Air travel and children´s health issues. Paediatric Child Health, Ottawa, v. 12, n. 1, p. 45-50, 1 jan. 2007. Disponível em: <http://www.cps.ca/english/statements/CP/cp07-01.htm>. Acesso em: 02 abr. 2012.

HALL, G. L. et al. Assessing fitness to fly in young infants and children. Thorax, London, v. 62, n. 3, p. 278-279, 2007.

LOUIE, D.; PARÉ, P. D. Physiological changes at altitude in nonasthmatic and asthmatic subjects. Canadian Respiratory Journal, Ontario, v. 11, n. 3, p. 197-199, 3 abr. 2004.

PICKARD, J. S.; GRAY, G. W. Fundamentals of aerospace medicine. In: Respiratory diseases: aeromedical implications. 4. ed. Filadélfia: Lippincott Williams e Wilkins, 2008. cap. 12, p. 306-317.

RESNICK, S. M. et al. The hypoxia challenge test does not accurately predict hypoxia in flight in expreterm neonates. Chest, Northbrook, v.133, p. 1161-1166, 05 mai. 2008.

RODRIGUEZ DE TORRES, O. B. e t a l . Recomendaciones previas al vuelo y a viajes com exposición a altitud em pacientes com patologia respiratória. Anales de pediatria, Barcelona, v. 75, n. 1, p. 64.e1.e11, 22 mar. 2011.

SAMUELS M. P.; The effects of flight and altitude. Archives of Disease in Childhood, Staffordshire do Norte, v. 89, p. 448–455, 11 mar. 2004.

SANTOS, V. C. Anuário 2010: anuário do transporte aéreo. 1. volume único. Disponível em:. Acesso em: 21 ago 2011.

TEMPORAL, W. F. Lei dos gases. Capítulo II. Páginas 43-50. In:__________. Medicina aeroespacial. Rio de Janeiro: Luzes, 2005.

TEMPORAL, W. F. Respiração e circulação. Capítulo IV. Páginas 79-89 In:__________. Medicina aeroespacial. Rio de Janeiro: Luzes, 2005.

TEMPORAL, W. F. Hipóxia. Capítulo V. Páginas 91-102. In:__________. Medicina aeroespacial. Rio de Janeiro: Luzes, 2005.

UDOMITTIPONG, K. et al. Pre-flight testing of preterm infants with neonatal lung disease: a retrospective review. Thorax, London, v. 61, n. 4, p. 343–347, 11 jan. 2006.

Downloads

Publicado

2012-07-01

Como Citar

ITAGIBA, P. R. O. de R.; CARVALHO, G. F. de. Doenças Pulmonares Crônicas em Crianças até 12 Anos de Idade e Suas Implicações Fisiológicas e Clínicas em Voos Comerciais. Revista da UNIFA, Rio de Janeiro, v. 25, n. 30, 2012. DOI: 10.22480/revunifa.2012.25.699. Disponível em: https://revistaeletronica.fab.mil.br/index.php/reunifa/article/view/699. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos de Revisão