Debates sobre o ensino nas academias militares e sua articulação no campo científico brasileiro

Autores

  • Paulina Montejano Academia da Força Aérea - AFA

Palavras-chave:

Debates, Assuntos militares, Estudos militares, Educação

Resumo

Focados em nosso objeto de estudo, que é a formação dos oficiais da Força Aérea Brasileira (FAB), recorremos inicialmente a diversas fontes de dados para levantar pesquisas que abordassem o Ensino Militar no Brasil. Nesse processo, o reduzido número de produções encontradas no campo educacional motivou a pesquisadora a um exercício de reflexão sobre a percebida lacuna na literatura e sua articulação com as considerações da teoria de Pierre Bourdieu sobre o campo científico. Assim, a proposta deste estudo consiste, em síntese, em apresentar a maneira pela qual os assuntos militares vêm se estabelecendo no campo de pesquisa em Educação, elucidando os aspectos históricos desse movimento. Para alcançar o objetivo proposto, na metodologia adotada, recorreuse à pesquisa bibliográfica e à pesquisa via internet, especificamente, em livros, artigos, dissertações e teses de autores que abordam o processo de desenvolvimento da prática social do campo militar no Brasil, o que permitiu descrever, analisar e discutir o modo como a pesquisa no campo militar vem sendo realizada em nosso país. O resultado obtido demonstrou que a experiência da ditadura e da ausência de ameaças externas em nosso território deixou o tema fora da pauta de discussões por um longo período, contudo, em circunstâncias dos atuais desafios surgidos no século XXI e com o fim do regime ditatorial, os estudos militares no Brasil vêm sendo paulatinamente retomados

Referências

BAQUIM, C. A. O sonho feminino de Ícaro: a educação das pioneiras da aviação militar brasileira na Academia da Força Aérea, 2008. 298 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2008.

BOURDIEU, P. O campo científico. In: ORTIZ, R. (Org.). Pierre Bourdieu: sociologia. 2. ed. Tradução Paula Monteiro e Alicia Auzmendi. São Paulo: Ática, 1994. p. 122-155.

CARVALHO, J. M. de. As Forças Armadas na Primeira República: o poder desestabilizador. In: CARVALHO, J. M. de. Forças Armadas e política no Brasil. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

CASTRO, C. Nova história militar brasileira. Rio de Janeiro: FGV, 2004.

______. O espírito militar: um estudo de antropologia social na Academia Militar das Agulhas Negras. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.

COELHO, E. C. Em busca de identidade: o exército e a política na sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Record, 2000.

DEMO, M. A. de O. A formação de oficiais e as políticas educacionais da Academia da Força Aérea Brasileira, 2006. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2006.

DOMINGOS, M. Defesa e segurança como área do conhecimento científico. Revista Tendências Mundiais, Fortaleza, v. 2, n. 3, p.136-149, jul./ dez. 2006.

FIGUEIREDO, E. L. O Estado e os militares: notas sobre a literatura. Rio de Janeiro: NPGP, 1985.

GUALAZZI, O. L. O oficial subalterno da Força Aérea Brasileira: uma contribuição ao estudo do seu perfil. 1985. Dissertação ( Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 1985.

HOBSBAWM, E. Globalização, democracia e terrorismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

HUNTINGTON, S. P. O soldado e o estado: teoria e política das relações entre civis e militares. Tradução José Lívio Dantas. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 1996.

LEINER, P. C. Meia-volta, volver: um estudo antropológico sobre a hierarquia militar. Rio de Janeiro: FGV, 1997.

MANCUSO, A. P. A história militar: notas sobre o desenvolvimento do campo e a contribuição da história cultural. Revista Eletrônica História em Reflexão: História, Produção Intelectual e Cultura Material, v. 2 n. 4, jul./dez. 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2011.

McCANN, F. D. Soldados da pátria: história do Exército Brasileiro 1889-1937. Tradução Laura Teixeira Motta. São Paulo: Companhia das Letras; Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 2009.

OLIVEIRA, T. R. P. G. T. de. Ensino de história militar: uma análise centrada na concepção do ensino de história na formação dos oficiais da Força Aérea Brasileira, 2001. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2001.

______. O estudo da guerra e a formação da liderança militar brasileira (1996-2004). 2004. 269f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2004.

SIQUEIRA, M. B. Defesa nacional, teorias de guerra e doutrina básica da Força Aérea Brasileira. 2008. Disponível em: . Acesso em: 18 nov. 2009.

SODRÉ, N. W. História militar do Brasil. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

STEPAN, A. Os militares na política: as mudanças de padrões na vida brasileira. Rio de Janeiro: Arte Nova, 1975.

TAKAHASHI, E. E. Homens e mulheres em campo: um estudo sobre a formação da identidade militar. 2002. 278 f. Tese (Doutorado Ciências Sociais Aplicadas à Educação) – Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2002

Publicado

2017-12-31

Como Citar

Montejano, P. (2017). Debates sobre o ensino nas academias militares e sua articulação no campo científico brasileiro. Revista Da UNIFA, 30(2). Recuperado de https://revistaeletronica.fab.mil.br/index.php/reunifa/article/view/485

Edição

Seção

Artigos Originais